MinduBier lança MinduHaze e novo lote da CumaRis no Slow Brew

O ano já está acabando, mas ainda dá tempo para a cervejaria baiana MinduBier apresentar mais duas novidades, desta vez, durante o Slow Brew Brasil, que acontece neste sábado (7), em São Paulo. No evento que reúne 98 cervejarias e mais de 450 rótulos do Brasil e do mundo, os baianos apresentam a sua New England IPA, a MinduHaze, e um novo lote da CumaRis, uma complexa e interessante Russian Imperial Stout com lactose, cacau, licuri e cumaru.

Segundo o mestre cervejeiro, Gustavo Martins, as duas cervejas serão distribuídas em todo o País, a partir da primeira quinzena de dezembro. Chegam nas versões chopp e latas de 473ml. As duas brejas foram produzidas de forma cigana na fábrica da cervejaria Dádiva, em Várzea Paulista, no interior de São Paulo.

Complexa

A CumaRis fez sucesso após seu lote de estreia, ainda na fábrica-laboratório da Mindu, em 2018. “Ela foi idealizada para ser a mais complexa e sofisticada cerveja da MinduBier até o momento, tanto que foi a que fez mais sucesso entre todos os nossos rótulos”, destaca Martins.

A cerveja leva café, nibs de cacau, licuri e favas de cumaru (também conhecida como fava tonka). O aroma entrega notas de baunilha, canela, muito café e muito chocolate. “Essa versão de 2019 tem a mesma receita de 2018. Vamos ver o que ela oferece, pois ainda é uma cerveja jovem. Poderemos acompanhar a evolução dela e comparar com a versão de 2018, que já tem mais de um ano produzida”, explica Gustavo.

Lúpulo e mais lúpulo

Num estilo mais frutado e lupulado, a MinduHaze costuma atrair os amantes das Indian Pale Ales (IPAs), ávidos por aromas e sabores cítricos. A cerveja se encaixa no estilo New England Double IPA e tem duplo dry hopping, que é a adição de lúpulo após a fervura, com um blend dos lúpulos Simcoe, Citra e Mosaic. O corpo da cerveja é macio e sedoso, graças ao trigo e à aveia.

Outra novidade é o planejamento da MinduBier para lançar versões anuais das suas cervejas. “A ideia é que, a partir de agora, a gente comece uma série de cervejas sazonais, produções de único lote, feitas e distribuídas no Brasil todo, em paralelo às cervejas de linha que temos, a MinduIPA e a MinduSummer”, planeja.

A CumaRis é a primeira a ter as duas versões, o que atrai aos cervejeiros colecionadores e amantes das cervejas de guarda. “Com as versões anuais da cerveja, as pessoas colecionam, acompanham a evolução de cada rótulo e podem fazer degustações verticais. Próximo lote da CumaRis agora só no ano que vem!” avisa o cervejeiro.

Francisco Ribeiro

Jornalista e editor do CNB. Email: contato@cervejanabahia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *